Engenho & Obra - Associação para o Desenvolvimento e Cooperação, ONGD
 
 

English  

Segue-nos

Entidade Formadora Certificada

 

PROJECTO “AO SUL...”

“…Lá longe
inventei o dia azul
E o desejo de partir
pelo prazer de chegar
Ao Sul… "

“Ao Sul”, João Monge e João Gil


O Projecto “AO SUL...” é uma proposta E&O, de intervenção para a sensibilização da opinião pública portuguesa para as realidades económicas, sociais, culturais e ambientais dos países em desenvolvimento, nomeadamente da Província de Malange em Angola, que prevê a concepção e a implementação de acções concertadas de Educação e Desenvolvimento, nas zonas Norte, Centro e de Lisboa e Vale do Tejo. O Projecto prevê a elaboração de um documentário em Angola, envolvendo activamente as comunidades locais de Malange na sua concepção e realização, um documentário sobre a vida, as expectativas, a cultura, a forma de relacionamento humano, a visão do mundo, os contrastes, os momentos de alegria e os momentos de tristeza, de populações de uma província do interior de Angola. Este suporte audiovisual que será designado “VIVER AO SUL”, permitirá sensibilizar a população de Portugal e de outros países. O documentário será presente em sessões especificamente organizadas para o efeito, sempre que a E&O participe em acções públicas e será apresentado à administração da RTP sob proposta de integração da programação do canal 2.

Com este Projecto, pretende-se promover a participação da população portuguesa na construção de sociedades mais abertas, reflexivas e capacitadas para intervir conscientemente em prol de causas promotoras de Desenvolvimento Sustentável. Constituem pilares sustentadores deste Projecto a sensibilização da opinião pública portuguesa e a dinamização de grupos de trabalho, envolvendo a sociedade civil, as instituições públicas e/ou privadas, grupos-alvo considerados prioritários, de forma a conceber e a implementar acções concertadas de Educação para o Desenvolvimento (ED). Perseguindo tais pressupostos, o Projecto propõe-se garantir que na sua operacionalização se privilegie uma intervenção de qualidade durante todas as fases do seu ciclo.

Para concretizar este Projecto, a E&O formou um consórcio com outra ONGD, a AJPaz, que irá trazer uma grande mais-valia ao Projecto, dado que tem desenvolvido, de há alguns anos a esta parte, um conjunto de acções concretas junto das populações locais, permitindo dessa forma que as actividades e as acções nelas inseridas, tenham um sentido objectivo e concreto.

O Projecto, previsto para 2 anos, prevê a criação de um sítio Internet, a realização de Seminários de divulgação do Projecto e sensibilização dos grupos-alvo, sustentadas com o documentário produzido, bem com a concepção e implementação de um Curso de Formação de Formadores em Desenvolvimento Sustentável. Foram definidos como grupos-alvo, alunos e professores dos ensinos secundário e superior, formadores de centros de formação profissional e de outras entidades formadoras, leitores de Língua e Cultura Portuguesas, presidentes, directores e técnicos de intervenção social de instituições que actuam na área do desenvolvimento local e/ou regional, presidentes e técnicos de intervenção social de autarquias, empresários e directores de empresas, coordenadores de associações de trabalhadores e directores de associações industriais e comerciais.

O Projecto conta com a participação, em termos de parceria local, do Governo Provincial de Malange, que considera este Projecto fundamental para dar a conhecer a sua realidade nos países do Norte, nomeadamente em Portugal e como tal irá disponibilizar toda a logística local para a realização do documentário e para eventuais acções de continuidade do Projecto.

O custo do Projecto é de aproximadamente 170 mil euro; o IPAD financia o 1º ano do Projecto, no montante de 59.134,57 euro.

 http://www.aosul.org

 


 

Abreviaturas:
AJPaz: Acção para a Justiça e Paz
E&O: ENGENHO E OBRA - Associação para o Desenvolvimento e Cooperação, ONGD
IPAD: Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (Ministério dos Negócios Estrangeiros)

Projecto co-financiado por:

 

VOLTAR