Engenho & Obra - Associação para o Desenvolvimento e Cooperação, ONGD
 
 

English  

Segue-nos

Entidade Formadora Certificada

 
Já conheces os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio?
 
Já conheces os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio?
 
A Declaração do Milénio, adoptada em 2000 por todos os 189 Estados Membros da Assembleia Geral das Nações Unidas, veio lançar um processo decisivo da cooperação global no século XXI. Nela foi dado um enorme impulso às questões do Desenvolvimento, com a identificação dos desafios centrais enfrentados pela Humanidade no limiar do novo milénio, e com a aprovação dos denominados Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) pela comunidade internacional, a serem atingidos num prazo de 25 anos.


ODM1: Erradicar a pobreza extrema e a fome

Metas
1. Reduzir para metade, entre 1990 e 2015, a proporção de população cujo rendimento é inferior a um dólar por dia.
2. Alcançar o emprego produtivo e em pleno, e trabalho decente para todos, incluindo mulheres e jovens.
3. Reduzir para metade, entre 1990 e 2015, a proporção de população afectada pela fome.

Factos
* O número de pessoas que vive abaixo da linha de pobreza de 1 Euro por dia caiu de 1.800 para 1.400 milhões entre 1990 e 2005.
* A proporção de pessoas que vive em extrema pobreza em regiões em desenvolvimento caiu de 46 % para 27 % – no bom caminho para atingir a meta global.
* Prevê-se que a crise económica conduza um número estimado de 64 milhões de pessoas para um estado de pobreza extrema.
* Cerca de uma em cada quatro crianças menores de cinco anos de idade está abaixo do peso adequado no mundo em desenvolvimento, quando em 1990 este número era de uma em cada três.

ODM2: Alcançar a educação primária universal

Metas
1. Garantir que, até 2015, todas as crianças, de ambos os sexos, tenham a oportunidade de completar um plano de estudos de escolaridade primária completo.

Factos
* As matrículas no ensino primário nas regiões em desenvolvimento atingiram os 89 % em 2008, acima dos 83 % em 2000.
* O actual ritmo de progresso é insuficiente para atingir a meta até 2015.
* Cerca de 69 milhões de crianças em idade escolar não estão na escola. Quase metade delas (31 milhões) encontra-se na África Subsariana e mais de um quarto (18 milhões) no sul da Ásia.

ODM3: Promover a igualdade do género e capacitar as mulheres

Meta
1. Eliminar as disparidades de género no ensino primário e secundário, se possível até 2005, e em todos os níveis do ensino, o mais tardar até 2015.

Factos
* Em 2008, nas regiões em desenvolvimento, havia 96 raparigas matriculadas no ensino primário por cada 100 rapazes e 95 raparigas no ensino secundário, por cada 100 rapazes.
* A percentagem de mulheres com um emprego fora do sector agrícola é baixa, situando-se em 20 % na Ásia Meridional, Ásia Ocidental e Norte de África.
* A percentagem mundial de mulheres no parlamento continua a aumentar lentamente tendo atingindo os 19 % em 2010 - muito aquém da paridade de género.

ODM4: Reduzir a mortalidade infantil

Meta
1. Reduzir em dois terços, entre 1990 e 2015, a taxa de mortalidade das crianças com menos de 5 anos.

Factos
* Nos países em desenvolvimento, o número de crianças que morreram antes de completar cinco anos baixou de 100 para 72 por cada 1000 nados-vivos entre 1990 e 2008.
* Por ano, continuam a morrer quase nove milhões de crianças nos primeiros cinco anos de vida.
* As taxas de mortalidade infantil mais elevadas continuam a registar-se na África Subsariana, onde, em 2008, uma em cada sete crianças morreu antes de completar 5 anos.
* Entre 67 países com elevadas taxas de mortalidade infantil, apenas 10 se encontram actualmente no bom caminho para atingir a meta dos ODM.

ODM5: Melhorar a saúde materna

Metas
1. Reduzir em três quartos a taxa de mortalidade maternal, entre 1990 e 2015.
2. Alcançar, até 2015, o acesso universal a serviços de saúde reprodutiva.

Factos
* Mais de 350.000 mulheres morrem anualmente devido a complicações durante a gravidez ou o parto, quase todos estes casos – 99 % – ocorrem em países em desenvolvimento.
* A taxa de mortalidade materna está a diminuir lentamente, no entanto a grande maioria das mortes são evitáveis.
* Na África Subsariana, o risco de mortalidade materna é de 1 para 30, comparativamente a 1 para 5600 em regiões desenvolvidas.
* Todos os anos, mais de 1 milhão de crianças ficam órfãs da mãe. As crianças que perdem a mãe têm até dez vezes mais probabilidade de morrer prematuramente do que as que têm mãe.

ODM6: Combater o VIH/SIDA, a malária e outras doenças

Metas
1. Parar e começar a reduzir, até 2015, a propagação do VIH/SIDA.
2. Assegurar, até 2010, o acesso universal ao tratamento contra o VIH/SIDA para todos aqueles que dele necessitem.
3. Parar e inverter, até 2015, a tendência actual da incidência da malária e de outras doenças graves.

Factos
* Todos os dias, mais de 7.400 pessoas são infectadas com o VIH e 5.500 morrem de doenças relacionadas com a SIDA. O VIH continua a ser a principal causa de morte entre as mulheres em idade reprodutiva no mundo inteiro.
* Estima-se que, em 2008, 33,4 milhões de pessoas vivessem com o VIH, dois terços das quais na África subsariana.
* O acesso ao tratamento do VIH em países de baixo e médio rendimento aumentou dez vezes num período de apenas cinco anos.
* A malária mata uma criança no mundo a cada 45 segundos. Cerca de 90 % das mortes por malária ocorrem em África, onde a doença é responsável por quinto da mortalidade infantil.

ODM7: Assegurar a sustentabilidade ambiental

Metas
1. Integrar os princípios do desenvolvimento sustentável nas políticas e programas dos países nacionais e inverter a actual tendência de perdas de recursos ambientais.
2. Reduzir a perda de biodiversidade, alcançando, até 2010, uma redução significativa na taxa de perda.
3. Reduzir para metade, até 2015, a percentagem de população sem acesso sustentável a água potável e saneamento básico.
4. Alcançar, até 2020, uma melhoria significativa nas vidas de pelo menos 100 milhões de habitantes de bairros de lata.

Factos
* Cerca de 1,7 mil milhões de pessoas tiveram acesso a água potável desde 1990. No entanto, 884 milhões de pessoas no mundo ainda não têm acesso à água potável e 2,6 mil milhões de pessoas carecem de acesso a serviços de saneamento básico.
* O mundo falhou a meta de 2010 para a conservação da biodiversidade. Baseado nas tendências actuais, a perda de espécies irá continuar ao longo deste século.

ODM8: Desenvolver uma parceria global para o desenvolvimento

Metas
1. Desenvolver um comércio e sistema financeiro aberto, baseado em regras, previsível e não discriminatório.
2. Atender às necessidades especiais dos países em desenvolvimento.
3. Atender às necessidades especiais dos países em desenvolvimento interiores e aos pequenos Estados insulares em desenvolvimento.
4. Tratar de forma integrada o problema da dívida dos países em desenvolvimento, através de medidas nacionais e internacionais, de forma a tornar a sua dívida sustentável a longo prazo.
5. Fornecer acesso aos medicamentos essenciais a preços acessíveis nos países em desenvolvimento, em cooperação com as empresas farmacêuticas.
6. Tornar acessíveis os benefícios das novas tecnologias, em especial das tecnologias de informação e comunicação, em cooperação com o sector privado.

Factos
* A assistência oficial ao desenvolvimento é de 0,31 % do rendimento combinado dos países desenvolvidos, ainda aquém da meta das Nações Unidas de 0,7 %. Apenas cinco países doadores alcançaram ou ultrapassaram a meta.
* Os encargos da dívida foram flexibilizados para os países em desenvolvimento e continuam bem abaixo dos níveis históricos.
* Somente 1 em cada 6 pessoas no mundo em desenvolvimento tem acesso à Internet.

Fonte: UN Millennium Goals
 
2011-10-28
 
« Voltar