Engenho & Obra - Associação para o Desenvolvimento e Cooperação, ONGD
 
 

English  

Segue-nos

Entidade Formadora Certificada

 
Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento
 
Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento
 
O IPAD iniciou, em Janeiro do corrente ano, o processo de elaboração de uma Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (ENED). Na formulação desta estratégia estão envolvidas um conjunto de entidades, públicas e privadas, com experiência nesta área. Foram constituídos dois grupos de trabalho com diferentes funções que, até Junho deste ano, trabalharão na definição da ENED.

A Plataforma das ONGD integra o Grupo de Trabalho 1 (GT1), juntamente com o Ministério da Educação, o CIDAC (enquanto membro do GENE) e o IPAD. Este grupo tem como funções apresentar, debater e aprovar propostas de estrutura e conteúdo para a ENED e acompanhar todos os passos da sua elaboração.

O Grupo de Trabalho 2 (GT2) integra um conjunto de entidades (Agência Portuguesa do Ambiente (APA), ACIDI – Alto Comissariado para a Imigração e o Diálogo Intercultural, CIDESC – Centro Internacional de Direitos Económicos, Sociais e Culturais, Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, Comissão Nacional Justiça e Paz, Comissão Nacional da UNESCO, Conselho Nacional de Educação, Conselho Nacional da Juventude, CPADA – Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente, Fundação Calouste Gulbenkian, Instituto Português da Juventude. Todas estas organizações poderão contribuir com propostas e comentários para a ENED.

O Núcleo de Estudos para a Paz da Universidade de Coimbra, coordenado pelo Professor José Manuel Pureza, é a entidade responsável pela elaboração dos documentos saídos de cada uma das reuniões e do documento final da ENED. No âmbito deste processo teve lugar no dia 27 de Janeiro, na Fundação Cidade de Lisboa, um workshop de definição conceptual que reuniu as entidades que compõe o GT1 e o GT2. Neste Workshop foram discutidos os vários conceitos que surgem sempre que se fala em Educação para o Desenvolvimento (ED), tendo-se procurado chegar a algum consenso quanto às terminologias e definições conceptuais que a ENED deverá abordar. Os vários momentos de trabalho conjunto deste workshop permitiram perceber que as várias organizações presentes têm diferentes perspectivas relativamente à ED e à sua abrangência de matérias.

Outro dos momentos importantes, tendentes à contribuição para a ENED foi a realização, nos dias 2 e 3 de Março, de um Exercício de Sistematização de Experiências que reuniu, também na Fundação Cidade de Lisboa, a maioria das ONGD que beneficiaram do apoio IPAD no âmbito da Linha de Financiamento a Projectos de Educação para o Desenvolvimento. A E&O esteve mais uma vez presente nesta iniciativa, através de Noémia Simões e de Alfredo Soares Ferreira, que apresentaram uma série de sugestões, tendentes a um aprofundamento do(s) conceito(s) ED e EDS. Este exercício procurou conhecer a multiplicidade de experiências e actividades que as ONGD vêem realizando nesta área. Do trabalho realizado nestes dois dias saíram uma série de recomendações que serão levadas em conta pela equipa de relatores da ENED.

Segundo a PLATAFORMA, “A ENED deverá incorporar as várias perspectivas apresentadas sem no entanto dispersar demasiado a abrangência dos conceitos. O objectivo final é ter um documento em que todas as organizações se revejam e que seja depois apropriado por todos no âmbito dos vários projectos em execução”

A E&O integra um novo Grupo de Trabalho interno da PLATAFORMA que tratará de diversas temáticas no domínio da Educação para o Desenvolvimento, incluindo todas as questões relacionadas com a ENED e apresentou uma candidatura para Representante da PLATAFORMA no Grupo de Trabalho 1 da ENED.
 
2009-03-10
 
« Voltar